quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Eu te odeio

Você me açoitou duas vezes.

me mostrou a dura realidade

Por você eu perdi minha vaidade

e ganhei uma dor nova a cada doze meses


Maldito seja você

que queima em meu peito

sem me deixar ao menos ver!

Até quando irá mudar o que esta feito?


Não quero tua beleza

Você não existe fora de mim

Será esta a minha fraqueza?

Tenho fé que ela vai ter fim


Tens a crueldade de sempre me usar

Suas várias faces sempre irão me enganar

Por isso que odeio com todo penhor

esse ingrato sentimento chamado amor!

6 comentários:

Paola_Vokal disse...

Muito bom hein! Parabéns ;)

Anônimo disse...

Muito bem escrito.

júnior Bellam disse...

Gostei mano, muito bom!

Unknown disse...

Muito bom cara!!!
(y)

Unknown disse...

Muito bom cara!!
Parabens...
(y)

Nathalia Nath disse...

Muito bom hein Cobé, parabens!