quinta-feira, 25 de junho de 2009

No preto e no branco

O que é mais um corte para um braço mutilado?
O que é mais dor para uma vida sem emoções?
Meu sangue é como água
Ele deve ser vazio de cores



Certo dia percebi que estou sempre angustiado
Troco de parceiras constantemente
Mas minha cama é sempre vazia

O mais interessante é que depois do décimo soco
Já não sinto mais nada

Juro que tentei, eu fiz a minha parte
Nenhum sentimento valerá uma dor
Nenhum sofrimento valerá a minha vida
Sou chama que arde e apaga
E rápido

Sem se envolver, sem se iludir
Nunca estará bom
E nem vai piorar
Vivo a vida em preto e branco

2 comentários:

Nightwalker disse...

Como assim ler mais o que eu escrevo? o.o

Daiana Moriá disse...

Nunca estara nada bem se não quisermos que esteja. Aprendi que com o tempo podemos deixar de nos importar com o que nos encomoda, mas podemos viver das nuvens, dos sonhos, de imaginação !!

Po, eu adoro Mariza Monte! HAHAHA!!

xD~